Déjà vu: Mariana e Ouro Preto têm os mesmos prefeitos de 2005

Déjà vu: Mariana e Ouro Preto têm os mesmos prefeitos que em 2005

Nesta semana, os prefeitos de Ouro Preto e Mariana se encontraram. Angelo Oswaldo (PV), dirigiu-se até a Primaz de Minas para parabenizar Celso Cota (MDB) por assumir a prefeitura da cidade após quase três anos de batalha judicial, encerrada por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A cena que reuniu os dois líderes do executivo poderia ser comparada a uma fotografia capturada há 18 anos. Embora fisicamente distintos, eles se encontravam politicamente revigorados, ambos tendo ocupado o cargo de prefeito em 2005, quando ganharam as eleições de 2004. Além disso, ambos estão atualmente em seu quarto mandato. As coincidências acompanham os políticos em mais uma situação; Lula era o presidente em 2005, assim como em 2023.

Leia também: ONG promove evento de adoção de animais na Praça da Estação, em Ouro Preto

Há 18 anos, a situação de Celso era diferente da de Angelo. Ele iniciou o segundo mandato consecutivo, após um primeiro mandato de consolidação entre 2001 e 2004. Por outro lado, o prefeito de Ouro Preto retornava ao cargo após um intervalo de 9 anos, desde sua saída da Prefeitura após sua primeira passagem pelo executivo. Celso elegeu seu sucessor, Roque Camello (PSDB), em 2008, enquanto Angelo sofreu uma derrota com seu candidato apoiado, Dr. Dimas (MDB), que foi vencido por José Leandro (PSDB).

O RETORNO: ATÉ A PORCENTAGEM É PARECIDA

Uma curiosidade notável do retorno é a semelhança nas porcentagens de votos que os catapultaram ao poder. Na última eleição, Celso capitalizou um vácuo de liderança decorrente do término do mandato de seu antigo aliado, Duarte Jr., obtendo 42,61% dos votos. Enquanto isso, Angelo enfrentou uma disputa eleitoral mais acirrada, reunindo vozes dissonantes do governo anterior e conseguindo ser eleito com 42,81% dos votos, em comparação com os 37,45% do candidato Júlio Pimenta.

A história dos dois políticos toma rumos distintos a partir desse ponto. Angelo assumiu a prefeitura de Ouro Preto em 2020, beneficiando-se de um mandato completo para abordar as questões locais, com destaque para a problemática Saneouro. Em contrapartida, Cota enfrentou uma jornada jurídica complexa que se estendeu por dois anos e sete meses, antes de finalmente ser diplomado como prefeito de Mariana.

AS PAUTAS DE CADA UM

Os dois líderes também se destacam por suas abordagens distintas em relação às agendas municipais:

Angelo Oswaldo: Angelo assumiu o cargo de prefeito de Ouro Preto novamente em 2020, com a tarefa inicial de enfrentar a problemática Saneouro, uma questão crucial para a cidade. À medida que avança em seu mandato, suas pautas se expandem para a fiscalização contínua da empresa, a promoção de uma política de obras públicas para melhorar a infraestrutura local e a implementação do plano diretor para orientar o desenvolvimento urbano.

Celso Cota: Celso Cota, por outro lado, ingressou em seu segundo mandato como prefeito de Mariana após um processo jurídico prolongado. Sua abordagem inicial concentrou-se na visão de “Tornar Mariana grandiosa novamente”, buscando revitalizar a cidade e promover seu renascimento. Agora, com um mandato consideravelmente mais curto, ele enfrenta um desafio temporal. De acordo com seu discurso de posse, sua agenda inclui a urgência de reorganizar as finanças municipais, revitalizar o setor público, promover a reconciliação dentro da cidade e implementar medidas para garantir o progresso durante seu um ano e quatro meses restantes de mandato.

COMO ERA O MUNDO EM 2005

O ano de 2005 marca o início das trajetórias políticas de Angelo Oswaldo e Celso Cota, quando ambos assumiram o cargo de prefeitos em suas respectivas cidades, Ouro Preto e Mariana. Esse período também se insere em um contexto global e nacional que moldou as circunstâncias políticas e sociais da época, em um mundo onde a tecnologia estava em constante evolução.

Cenário Nacional e Internacional:

  • Economia Global: Em 2005, a economia global estava em um período de relativa estabilidade após o impacto da crise financeira asiática e da bolha das empresas de tecnologia nos anos 2000. A ascensão das redes sociais ainda estava por vir, e a revolução digital estava começando a remodelar indústrias tradicionais.
  • Terrorismo e Geopolítica: O mundo ainda estava lidando com as consequências dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. A guerra no Iraque, iniciada em 2003, continuava, gerando debates internacionais sobre a intervenção militar e suas implicações. As redes sociais e a disseminação rápida de informações pela internet estavam começando a desempenhar um papel significativo na conscientização global e na mobilização social.
  • Ascensão da China: A China estava se consolidando como uma potência econômica global, atraindo investimentos estrangeiros e expandindo seu papel nas relações internacionais. O comércio eletrônico estava em ascensão, moldando o modo como as empresas vendiam produtos e como os consumidores adquiriam bens e serviços.

Cenário Nacional:

  • Governo Lula: No Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), estava no segundo ano de seu primeiro mandato como presidente. Seu governo se concentrava em políticas sociais, como o Bolsa Família, e reformas econômicas. A telefonia móvel estava se tornando mais acessível, e os celulares estavam evoluindo além da simples função de chamadas para se tornarem dispositivos multifuncionais.
  • Crescimento Econômico: O país estava experimentando um período de crescimento econômico após décadas de instabilidade financeira. O Brasil estava emergindo como uma economia em desenvolvimento, com setores como agricultura, mineração e energia ganhando destaque. A internet de banda larga estava se tornando mais disponível, permitindo uma maior conectividade e acesso à informação.

Os dois políticos destacam-se por serem figuras populares na região dos Inconfidentes. As quatro vitórias de ambos em eleições municipais expõem o poder seus nomes dentro das duas cidades.

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias da Região dos Inconfidentes e de Minas Gerais? Então siga o Jornal Galilé nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!

Notícias relacionadas

One Thought to “Déjà vu: Mariana e Ouro Preto têm os mesmos prefeitos de 2005”

Leave a Comment