Ministério da Saúde revoga portaria sobre aborto e outras medidas adotadas por Bolsonaro

Ministério da Saúde - crédito Walterson Rosa

O Ministério da Saúde revogou, nesta segunda-feira, seis portarias assinadas na gestão anterior, sendo uma delas sobre aborto De acordo com a pasta, as revogações consideraram sugestões feitas pelo grupo que atuou na transição entre os governos e o objetivo foi eliminar as políticas contrárias às diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre os textos revogados está o que falava sobre a autorização da interrupção da gravidez nos casos previstos em lei. Pelas regras impostas em setembro de 2020, em caso de aborto de gravidez por estupro, por exemplo,…